Notícias

Disputa entre os UTVs promete ser intensa no Rally Minas Brasil

Postado em 03 de março de 2022
Catarinense Deni Nascimento parte em busca de mais um título nacional

Catarinense Deni Nascimento parte em busca de mais um título nacional

A uma semana da prova, em Araxá, já são 40 as máquinas inscritas na categoria, com nomes de destaque nacional e internacional. O que aponta para uma briga emocionante e equilibrada

Falta uma semana para o início do Rally Minas Brasil, primeira etapa do Brasileiro de Rally Cross-Country CBA e CBM. A ansiedade para a prova na região de Araxá aumenta a cada dia, assim como a expectativa pelas disputas nos dois dias de desafio. E se há uma categoria que promete equilíbrio total e um nível técnico invejável é a dos UTVs. Afinal, já são 40 as máquinas inscritas, um número que deve aumentar nos próximos dias.

E não é só a quantidade, mas também (e principalmente) a qualidade dos participantes. Há nada menos que dois campeões do Dakar: Reinaldo Varela (2018) e Leandro Torres (2017); vários pilotos e navegadores com experiência internacional; além de vencedores do Sertões e campeões brasileiros – caso do catarinense Deni do Nascimento, que vai largar em busca de mais um título nacional.

UTVs, carros e motos terão pela frente um percurso de cerca de 500 quilômetros, divididos em dois trechos cronometrados (especiais). Com organização da Rallymakers, o 4º Rally Minas Brasil segue com as inscrições abertas –  podem ser feitas no www.rallymakers.com.br.

A programação começa no dia 9 de março, com as vistorias técnicas e administrativas. No dia 10, os participantes fazem o shakedown, o prólogo – definição da ordem de largada para a 1ª etapa – e largada promocional (apresentação e saudação ao público). Nos dias 11 e 12, é hora de ligar os motores e acelerar fundo em busca do menor tempo na competição.

Texto Rodrigo Gini

 

O 4º Rally Minas Brasil é uma realização da Rallymakers com apoio da Prefeitura Municipal de Araxá, Transmáquinas, Ghia Investimentos, Bompack e Jeep Clube Araxá.

Supervisão: CBM, CBA, FMEMG e FMA